Cárie e periodontite: principais problemas bucais

Atendimento por Whatsapp

Há quem sinta dor somente ao ouvir as palavras “cárie” e “periodontite”. E não é por menos: estas são as doenças que mais levam à perda dentária. 

A alta incidência de ambas se dá especialmente em função de maus hábitos alimentares e má higienização bucal. São mais de 200 diferentes tipos de bactérias que existem em nossa boca, capazes de se multiplicar e produzir a placa bacteriana.

Embora muito comuns, nem sempre se sabe ao certo a respeito de cada doença. Preparamos um resumo para você ficar atento aos sinais. Confira!

Infecção por cáries no esmalte e dente de saúde Vetor Premium


O que é a cárie?

Desde crianças, ouvimos que a cárie é um “bichinho que ataca os dentes” como alerta para incentivar uma boa higiene oral. De fato, este é um problema que acomete quase 90% da população. 

Provocada pela ação de bactérias que podem originar a destruição parcial ou total do dente. Assim a cárie, quando não tratada, também pode ocasionar graves consequências na saúde do paciente.

Sua grande inimiga é a má higienização bucal após as refeições. Ao consumirmos alimentos que contêm hidratos de carbono, como bolos, chocolates e balas de goma, as bactérias vão decompô-los e originar ácidos que dissolvem o conteúdo mineral dos dentes. Como consequência, surgem as cáries. 

Como saber se estou com cárie?

Geralmente, ocorre o aparecimento de uma mancha branca na superfície do esmalte do dente (já é hora de correr ao dentista!). Depois, ao progredir, é percebida uma pequena cavidade. Durante este período, não são detectados grandes sintomas. Mas quando as cavidades ficam mais profundas, os pacientes tendem a apresentar dor, mau hálito e sensibilidade.

O que é a periodontite?

São três as etapas desta doença: a gengivite, a periodontite e a periodontite avançada.

Quando a higiene bucal não está em dia, ocorre o acúmulo de placa bacteriana, que pode se tornar uma gengivite (inflamação da gengiva). Portanto se não for tratada rapidamente, chega-se ao estágio de periodontite, também chamada de doença periodontal, uma infecção que abrange os tecidos de suporte dos dentes (periodonto). 

Os danos causados pela periodontite podem ser irreversíveis: uma vez que o osso sofre erosão, os dentes tendem a não suportar (periodontite avançada). Eles podem cair ou ficar tão amolecidos que somente o dentista poderá extrai-los em consultório. 

Como evitá-la?

Resposta simples: é preciso estar atento aos sintomas. Sangrar ao escovar os dentes ou passar fio dental, dentes amolecidos, gengivas avermelhadas, inchadas e/ou retraídas, dor intensa ao mastigar, e até mesmo mau hálito podem ser sinais de doença periodontal. Assim que verificado um destes sintomas, corra à Clinodente mais próxima. Somente um dentista de qualidade poderá efetuar um correto diagnóstico e encaminhar ao tratamento.

Mantendo a distância

Quer ficar bem longe da cárie e da periodontite? Não abra mão de uma higienização bucal correta. Trate este como um momento sagrado! A combinação entre fio dental, boa escovação, alimentação balanceada e visitas periódicas ao dentista é a melhor receita para ficar bem longe das dolorosas doenças orais.

Visitar o dentista regularmente para conferir se está tudo em dia e se é necessária alguma limpeza profissional.

Preencha seus dados e prossiga x