Cuidados com a saúde bucal na gestação

Atendimento por Whatsapp

O bebê está a caminho e há muito a ser pensado. O quarto, as roupinhas, as idas ao médico… será que você não está esquecendo de nada? A saúde bucal na gestação é extremamente importante no período de gestação.

Os exames tradicionais de sua rotina são cruciais, sim, mas além do acompanhamento médico, é preciso incluir na rotina visitas periódicas ao consultório odontológico.

Isso porque o estado de saúde bucal de uma mãe afeta diretamente o bebê. E não estamos falando de questões simples. Existem alguns problemas que podem, inclusive, levar a um parto prematuro, por exemplo. Mas desde que você siga as orientações corretas, não há razão para preocupação.

O ideal é que a gestante visite o dentista, pelo menos, uma vez a cada trimestre. O primeiro é o mais importante, porque é nele que serão feitas as orientações iniciais para este momento tão especial da vida.

O açúcar e as cáries

Comumente, é recomendado que a gestante se alimente mais vezes ao longo do dia. Por isso, acaba ingerimento mais alimentos com açúcares, o que pode levar ao aparecimento de cáries e provocar o refluxo. 

O ácido estomacal acaba prejudicando os dentes, podendo provocar a erosão do esmalte dos dentes, ou seja, a perda de estrutura dentária. Este ácido também pode provocar os famosos enjoos. Portanto, é preciso administrar a situação com a orientação de um dentista.

A menina grávida e o doutor falam seriamente no escritório do doutor Foto Premium

Higiene bucal 

É indispensável uma higiene bucal na gestação rigorosa durante a gravidez. A escovação e o fio dental são determinantes após qualquer refeição, sobretudo para afastar os riscos do açúcar. 

Se esses tipo de questão não for observada, o bebê poderá nascer com baixo peso, ou mesmo nascer de forma prematura.

Gengivite gravídica

A gengivite gravídica é uma inflamação da gengiva que pode ocorrer na gravidez. Se a gestante perceber sangramentos frequentes na gengiva, pode ser um quadro desses. Procure o dentista que responsável pelo seu pré-natal bucal para saber se é preciso tratamento.

Em que fase da gravidez procurar o dentista?

Em caso de uma gravidez planejada, o correto é marcar uma consulta antes mesmo de engravidar. Todas as cáries precisarão ser tratadas, bem como quaisquer outros problemas.

Se a gestação não for planejada, é preciso iniciar os tratamentos entre o 4º e o 6º mês de gestação. Exclui-se o primeiro trimestre porque é uma fase em que o corpo, a cabeça, os membros, e os órgãos internos do bebê são formados, e portanto ele está mais sensível à ação de medicamentos.

Ao receitar medicamentos, o dentista precisa ser bastante cuidadoso e evitar excessos, sempre avaliando a relação custo-benefício do tratamento.

É bom lembrar também que as mamães que usam aparelho ortodôntico precisam redobrar seus cuidados com a higiene bucal, já que os aparelhos facilitam o acúmulo de restos de alimentos, favorecendo o aparecimento de bactérias que podem causar cáries e doenças da gengiva.

Está com um bebê a caminho e quer avaliar sua saúde bucal? Entre em contato conosco e agende uma consulta!

Preencha seus dados e prossiga x