Os mais comuns problemas bucais das crianças

Atendimento por Whatsapp

Cuidados com o sorriso devem começar desde cedo, pois os problemas bucais atingem as crianças.

Irmãos escovando os dentes juntos Foto gratuita

A odontopediatria é a especialidade da Odontologia dedicada à manutenção da saúde oral das crianças. Além de auxiliar na prevenção, o profissional desta área é o responsável por tratar os problemas bucais das crianças.

As doenças relacionadas à saúde bucal não são exclusividade dos adultos. Muito pelo contrário: ainda na infância, é possível adquirir doenças, que, se não forem solucionadas, podem impactar nas etapas seguintes da vida.

Por isso, instigar os cuidados a partir de uma correta higienização é sempre a maneira mais assertiva de evitar os problemas bucais que podem acometer as crianças. Cabe aos pais ensiná-las desde cedo a importância dos cuidados com dentes e gengiva.

A seguir, selecionamos três dos mais comuns problemas bucais das crianças. Fique por dentro e saiba como preveni-los!

Gengivite

Esta é uma doença muito corriqueira na infância. Provocada pela junção de uma alimentação rica em açúcares e uma deficitária higienização bucal, a gengivite é bastante incômoda. Especialmente quando não tratada no começo, tende a causar fortes dores. Os pais podem perceber os primeiros sinais deste problema quando a gengiva da criança fica sensível, inchada e sangrando durante a higienização com escova e fio dental.

E já que os pequenos amam doces, vale um reforço para um super conselho: higienização depois das guloseimas é essencial! Esta prática fará com que não se acumule placa bacteriana em torno dos dentes.

Cáries

A tão temida cárie, uma verdadeira vilã dos baixinhos. Entre os problemas bucais das crianças, este é o mais conhecido. As cáries são formadas pelo acúmulo de restos de alimentos. Na medida que entram em contato com as bactérias existentes na boca, produzem ácidos que desgastam o esmalte dos dentes e penetram nas camadas mais profundas.

E como evitá-la? Em suma, tem que haver a prevenção desde cedo. Cuidar dos dentes de leite é fundamental para uma boa transição para a dentição definitiva.

Dentes desalinhados

Outro problema bastante recorrente. Neste caso, a criança apresenta dentes tortos e uma consequente dificuldade para mastigar ou até mesmo falar. Os tipos mais comuns da chamada má oclusão (quando há defeito na forma como os seus dentes se relacionam entre si) são, por exemplo: mordida profunda, cruzada ou aberta.

Ainda na infância, é possível iniciar o tratamento para corrigir estas questões. Em geral, o profissional recorre à ortodontia e indica a utilização de um aparelho dentário para a criança. O melhor tratamento, tanto em consultório quanto em casa, bem como sua durabilidade, varia a cada caso.

Como prevenir os problemas bucais das crianças?

Para proteger dentes e gengivas dos pequenos, é simples. Acima de tudo, basta seguir uma boa rotina de higiene e visitas ao dentista:

– Escove os dentes das crianças sempre após as refeições. Lembre-se de explicar a elas a importância de manter o sorriso limpinho;

– Use fio ou fita dental para remover a placa bacteriana, antes que ela endureça e se transforme em tártaro;

–  Proporcione uma dieta equilibrada à criança. Limite as guloseimas que tenham excesso de açúcar. Alimentos deste gênero produzem ácidos da placa bacteriana, capazes de causar cáries;

– Consulte periodicamente um dentista para fazer uma boa limpeza profissional.

Linda família escovando os dentes para a câmera Foto gratuita

Opte por um profissional altamente qualificado para cuidar do sorriso dos seus filhos. Verifique a unidade Clinodente mais próxima e agende uma consulta com um odontopediatra já!

O atendimento em Odontopediatria oferecido pela Clinodente é em crianças a partir de 10 anos de idade, mediante a avaliação.

Preencha seus dados e prossiga x