O dentista pode prolongar o tratamento sem motivo?

Atendimento por Whatsapp

O profissional estimou um prazo para o fim do tratamento ortodôntico, mas ele foi prorrogado. Isso está correto? O dentista pode prolongar o tratamento?

Frequentemente, aqui na Clinodente, nossos pacientes perguntam já na instalação: “por quanto tempo terei de usar aparelho”? A duração do tratamento ortodôntico depende de uma série de fatores, mesmo porque cada caso é único e específico. No entanto, outros questionamentos podem vir: “será que o dentista pode prolongar o tratamento sem motivo?”.

Para sanar esta dúvida, siga acompanhando mais este artigo do nosso blog. Boa leitura!

Você vai ficar sabendo nesse artigo:

            – Quais são as etapas do tratamento ortodôntico?

            – Quanto tempo dura o tratamento ortodôntico?

           – O dentista pode adiar o término do tratamento?

            – Por que um tratamento ortodôntico pode atrasar?

            – É possível acelerar o tratamento ortodôntico?

Quais são as etapas do tratamento ortodôntico?

Antes de descobrirmos se o dentista pode prolongar o tratamento sem motivo, é preciso entender que existem início, meio e fim nos tratamentos ortodônticos. Estas etapas dependerão de muitos fatores.

Isto significa que se para um paciente, o uso do aparelho ortodôntico será por 24 meses, pode ser que para outro, o tempo precise aumentar.

Em tratamentos convencionais, estas costumam ser as fases do tratamento ortodôntico:

1)    Exames, diagnóstico e planejamento

Nesta fase, o paciente tem os primeiros contatos com o ortodontista, dentista especialista em aparelho dentário. São providenciados os exames iniciais para que se obtenha um diagnóstico preciso do caso. Somente então é que o paciente recebe uma ideia da provável duração de seu tratamento.

2)    Instalação do aparelho

Sanadas as dúvidas e com o diagnóstico finalizado, parte-se então para a instalação do aparelho. No caso de se tratar de um tratamento convencional fixo, em que procedimentos prévios não são necessários, o ortodontista cola os bráquetes, bandagem de dentes e acessórios.

Além disso, também é posicionado o fio ortodôntico. Não há dor na instalação, não se preocupe. Assim que instalado, o profissional fornece todas as orientações sobre higiene e cuidados com o novo sorriso.

Aliás, aqui cabe salientar que boa parte do sucesso do tratamento se dá em razão do empenho do paciente!

3)    Alinhamento e nivelamento

Para que as modificações dentárias maiores sejam corrigidas, é preciso, previamente, que os dentes estejam bem alinhados e nivelados. Nessa parte são feitas as correções de dentes com giros e, em certos casos, até extrações. Não é comum que haja uma movimentação grande nesta etapa. Ela só funciona como preparo para as demais.

4)    Etapa intermediária

Esta é outra fase importantíssima, porque fios mais estruturados são instalados. Eles são mais grossos e servem para corrigir eventuais problemas já na reta final do tratamento. Quaisquer espaços entre os dentes são neste momento solucionados, para além de outras questões.

5)    Finalização

Quase a última etapa! É o que chamamos de fase de refinamento, pois os dentes já estão se aproximando das posições desejadas. É comum, inclusive, o uso de elásticos verticais para o melhor encaixe dos dentes. Nesta fase, pode haver incômodos, mas tudo bastante suportável. O importante é seguir as recomendações do ortodontista em casa.

6)    Contenção

Enfim, a última etapa. Neste momento, os dentes estão se adaptando. É feita então a instalação das contenções ortodônticas, geralmente em ambas as arcadas. É o fim do tratamento. A partir de então, é imprescindível fazer acompanhamento periódico, visitando o ortodontista com regularidade para avaliar a estabilidade dos resultados.

Quanto tempo dura o tratamento ortodôntico?

Você já viu aqui no blog e até mesmo neste artigo que a duração do tratamento varia. Em média, um tratamento normal, sem muitas particularidades, leva 24 meses.

Entretanto, tenha em mente sempre que esse prazo varia de paciente para paciente, não só de acordo com o problema a ser corrigido, mas também com a cooperação em termos de higiene, alimentação e todas as demais precauções recomendadas.

O dentista pode adiar o término do tratamento?

Finalmente, vamos à pergunta-chave desta postagem. Você entendeu que são muitas as particularidades em um tratamento ortodôntico. Logo, determinados casos acabam levando um tempo maior do que o estimado inicialmente. E não há nada de errado nisso!

Você apenas precisa ser informado dos motivos pelos quais o tratamento atrasou. Cabe ao ortodontista fornecer ao paciente os porquês claros e consistentes.

Uma vez que você estiver insatisfeito, ou não lhe seja oferecida uma resposta plausível, vá em busca de uma segunda opinião. Até porque a pauta é a sua saúde. E você é o principal interessado em saber como ela está.

Por fim, é importante salientar que você não deve desistir do tratamento. Se houver desconfianças, busque as respostas. Depois, se tudo estiver certo e de fato for necessário mais tempo, siga em frente.

Ainda que o processo pareça interminável, não desista! Pense no tempo e no investimento despendidos. Abandonar o tratamento na sua reta final não é uma decisão inteligente. Lembre-se de que os problemas com alinhamento e mordida podem inclusive retornar!

Por que um tratamento ortodôntico pode atrasar?

Não é raro que alguns pacientes precisem estender o tratamento. Isso ocorre, por exemplo, quando é preciso acompanhamento entre a dentição mista e a permanente ou até em casos de cirurgia.

Outro fator que pode prolongar o fim do tratamento é quando os intervalos entre as manutenções são muito espaçados. Daí a importância de redobrar os cuidados em casa.

 É possível acelerar o tratamento ortodôntico?

Esta é outra pergunta recorrente por aqui. Os pacientes mais ansiosospor um sorriso de cinema rapidamente, ficam ávidos por alternativas para agilizar o processo.

A nossa dica, e também um alerta, é não buscar técnicas para tal. Somente o ortodontista tem aptidão para cuidar dos nossos dentes, com base em todas as especificidades dos pacientes.Bons ortodontistas sabem o que fazem!

Conclusão

A duração de um tratamento ortodôntico varia a cada paciente. Todo o processo é composto por uma série de etapas, uma mais importante que a outra. Boa parte dos resultados também é fruto da colaboração do paciente, que precisa seguir as recomendações do ortodontista, em especial no que diz respeito à higiene e à alimentação. |

Uma das fases iniciais é o diagnóstico. Neste momento, o profissional informa ao paciente uma estimativa da duração do tratamento. Mas no decorrer do processo, pode haver alterações, podendo prolongar ou não o tratamento.

Contudo, o dentista pode prolongar o tratamento, sim, porém não sem motivo. Um bom profissional mantém seu paciente informado acerca de sua saúde bucal e do andamento do tratamento.

 Que tal uma avaliação sem compromisso?

            Pare de adiar seu tratamento! A Clinodente conta com uma equipe de ortodontistas altamente especializados à sua espera para uma avaliação sem compromisso.

Estamos em Canoas e Porto Alegre. E aí, vamos conversar? Nosso telefone é (51) 3061-3625. Se preferir, chama a gente no WhatsApp: (51) 99144-5070. Esperamos por você!

prolongar-o-tratamento-ortodôntico

Preencha seus dados e prossiga x